Crônicas, Contos e Poesias

Por Cica Carvalho

domingo, 13 de setembro de 2009

Metrô em Sampa


Terça-feira passada, cinco e meia da tarde, a cidade estava um caos, na hora que resolvi sair de casa para me dirigir ao curso de Redação Literária. Vi na internet que naquele momento seria impossível ir de carro -trinta pontos de alagamento! Semana passada não fui `a aula, não me lembro o motivo, mas jamais falto duas semanas consecutivas... jamais!
Então vesti galochas, capa de chuva, mochila, o "ipod" e fui animada escutando Madre Deus para o metrô Consolação. Animada não. Resignada. Já tinha o bilhete, um só; na volta compro o outro, já que o movimento será bem menor. Desci pelas escadas rolantes, e me posicionei estrategicamente na plataforma de embarque, como maré em lua cheia, a onda de pessoas que chegava estava mais para Tsunami.
Respirei fundo e me mantive firme. O trem chegou e parou, abriu a porta, a multidão se encavalou na troca de fluxo. As pessoas não conseguem esperar o desembarque para depois embarcar... fazer o quê? Fiquei `a distância, e assim que a confusão se aquietou entrei no vagão, encostei na parede, perto da porta e tentei me levar pela música.
O trem não estava lotado, apesar da plataforma estar, todos conseguiram se acomodar. O incrível é que em poucos segundos e já estávamos na próxima estação, mais uma plataforma cheia de pessoas que entram no trem, antes disso, lógico que se engalfinham para saber quem entra e quem sai primeiro. E eu lá, encostada na parede, perto da porta, controlando meus impulsos.
Seguimos viagem, terceira estação. Quando vi a quantidade de pessoas para o embarque, meu coração disparou, sabia que todas iam se espremer até conseguirem entrar no trem. Pensei em enfrentar como nas duas últimas estações, mas pensei por três segundos e corri para a porta, tentar sair. Digo tentar, porque não necessariamente você consegue sair. A minha sorte é que um funcionário do metrô, que está lá para auxiliar o embarque e desembarque, viu no meu olhar minha perturbação, me pegou pelo braço e puxou, como quem desentope uma pia, e me salvou! Salve os monitores! Eles ajudam os cadeirantes também!!
Feliz e levemente frustrada, sentei-me numa cadeira ali mesmo. Todos entraram no trem, esmagaram-se e o trem partiu. Do meu lado, uma moça de uns 19 anos. Observei que ela estava ali sentada, olhando como eu o movimento e resolvi puxar assunto, depois de um breve sorriso:
-Tentei, mas não consegui seguir viagem, o trem não parou de lotar, foi me dando falta de ar e taquicardia e resolvi fracionar a viagem.
-E eu estou fazendo hora e esperando o trem esvaziar, passo mal com ele lotado assim...
Eu fiquei tão feliz de saber que não sou um "alien", que outras pessoas também “fritam”...
Bom, não tinha o que fazer, sempre vou para a aula uma hora e meia antes justamente para fazer a lição, com calma, naquela casa maravilhosa e inspiradora. Abri minha mochila; prancheta e lápis na mão e em sete trens escrevi minha redação e ainda a passei a limpo. Quando terminei, olhei o trem e estava quase vazio, num pulo de gato, mochila, lápis e prancheta na mão entrei no trem, mais duas estações e consegui chegar `a aula, eu, o professor e três alunos...!!
Foto: da Web.

17 comentários:

  1. Amigaaaaa!!!! amey seu Bloguinho que fofo!!!!! vc escreve super gostoso de ler!!! adorei, vou vir regularmente!! vou te linkar la no meu bloguinho ta? beijokas! Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Deu até para sentir taquicardia...belo texto...
    Beijos!!!
    Fabinho Andrade

    ResponderExcluir
  4. Além de ser uma heroína urbana, vc descreve a situação como ninguém!

    Arrasou!

    Amei o texto!

    ResponderExcluir
  5. Lu,
    Ebaa!!
    Obrigada!!
    Você e sua mente "internética" e construtora me inspiram sempre!!
    beijos

    Fabinho, obrigada pela visita e volte!!!
    sempre tem coisa nova! :)

    Japinha,
    obrigada pela visita, sem palavras...
    principalmente nesse caminho das letras, seguimos juntas!
    fora todo o resto...! ehehheeh
    Obrigadaaa

    beijos queridos

    ResponderExcluir
  6. Um amigo meu diz que aquela frase que eles anunciam: "Cuidado com vão entre a plataforma e o trem" não é à toa. Por que assim que a porta abre, as pessoas literalmente "VÃO" de uma vez só...... loucura, loucura.

    ResponderExcluir
  7. Cica

    Adorei a forma como você descreveu sua aflição com os trens superlotados, o desespero das pessoas querendo entrar e sair dos vagões ao mesmo tempo, sem qualquer civilidade e, não posso deixar de mencionar a lógica e prática solução do problema, escrevendo enquanto aguardava o momento oportuno para embarcar com tranquilidade e segurança. E viva o monitor que salvou minha filhota de ser asfixiada!
    Beijos, Mamãe.

    ResponderExcluir
  8. Cica adorei o blog... só não consigo Virar seguidora, pq? rsrs
    bjos
    Mari (irmã da Lelê)

    ResponderExcluir
  9. Nossa, Cicán!
    Vc é uma escritora!
    Parabéns!
    Estou trabalhando em um blog da BMW, fazendo fotos videos e texto, se puder dá uma passadinha por lá também, e, "linke-nos".

    www.caltabianomotoclub.com.br

    Beijos,
    Glória, Dri e Gui.

    ResponderExcluir
  10. A propósito, meu pai é blogueiro "profissional"
    acesse;

    http://cimitan.blogspot.com/

    Beijo,
    Gui.

    ResponderExcluir
  11. Muito bom Ciquinha
    (conheci tão pequenininha)
    Vc escreve muito bem, adorei!
    Continue nessa!!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  12. Guizán!!!
    Não sei como linkar, fui no seu blog e adoreiii!!
    Terça-feira vou na casa de uma amiga e ela vai me tirar algumas dúvidas... internéticas. Por enquanto me sinto uma "escrivinhadora" heheeheheh!
    Obrigada querido,
    beijo nas meninas!!

    ResponderExcluir
  13. querida, seu blog é lindo e os textos, ótimos!! sempre penso nessa sua aula, que deve ser mesmo incrível. tenho passeado por aqui, mas acabei me esquecendo de te avisar. continue escrevendo, tá? beijos da titia! ah...! o cabelo ficou sensacional!

    ResponderExcluir
  14. Cica,
    Desculpe a demora no acesso ao blog. Adorei!
    Textos muito legais. São como retratos da realidade. No caso do metrô, você viu que esta semana começaram as equipes limitadoras de embarque...(?)
    Beijos do seu tio Juca.

    ResponderExcluir
  15. Jucaaa,
    Obrigada pela visita. Eu vi o limitadores e vibrei muito, estou usando mais e mais o Metrô.
    Volte mais,
    beijo e saudade!

    ResponderExcluir
  16. Fatiminhaaa
    vem mesmo, sempre que der!
    beijo,
    e Obrigada.

    ResponderExcluir
  17. Cica,
    Para quem já esta uns anitos longe deste caos o que mais me chamou atenção foi o impulso que teve no momento em que buscou uma saída criativa para uma situação difícil e ainda depois conseguir organizar o pensamento e coloca-lo em palavras!È assim que se nascem as grandes obras artísticas. Continue exercitando que vc leva muito jeito!!Beijinhos!!

    ResponderExcluir