Crônicas, Contos e Poesias

Por Cica Carvalho

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

O Drama-turgo

Sabe aqueles dias que não dá vontade de sair de casa? Quarta-feira passada, justo o dia que me programei para assistir à peça Pedreira das Almas, com o Fábio de Andrade e o Adriano Merlini, grandes amigos e colegas, no elenco. Tinha que ir de qualquer jeito. Gosto de acompanhar o trabalho e a evolução dos colegas. E também daqui a pouco, eu é que estarei em cartaz e quero poder cobrar a presença deles. Ahaahah... O motivo que me levava era torpe, mas verdadeiro. Só o gatilho...
E lá estava eu de novo subindo a Augusta, com o meu ipod, animadinha na chuva, indo para o Metrô. Oito e meia da noite.
Desci na estação Sumaré, quebrei uma direita e outra esquerda. Se fosse na época das carroças, a rua estaria cheia de Merda. Dizem que é daí que vem o famoso Merda, antes de entrar em cena. Merda = Casa Cheia. Muita gente, muitas carroças, muitos cavalos... muita merda!
Enfim, a casa estava cheia. E logo de cara encontrei o dramaturgo que escreveu a minha peça de formatura, muita emoção para uma simples ida ao Teatro. Cumprimentei-o rapidamente e fui para a bilheteria garantir meu ingresso e organizar as idéias. Uma fila básica, mil listas até achar o meu nome, sete minutos para começar a peça.
Feliz com meu ingresso na mão, vi que o meu “foco”, o dramaturgo, estava num papo animado com dois ou três, certeza que atores, pela altura da conversa e o tamanho dos gestos. Primeiro sinal. Fui ao Café, comprei um, mais uma água e um bombom para a peça. E lá estava ele, num instante sozinho... Investi e acreditei no meu movimento até o fim.
-Calixto! Quanto tempo, que bom te ver!
-Ciça! (Meu apelido errado... mas, ele pode) O que você está fazendo de bom?
-Ahh, acabei de fazer um curso de interpretação, plano novela e mini-série.
-Jura? Cáassia?
   Eu já conhecia a Cássia de nome, mulher dele, produtora de Casting dessas, com o perdão da palavra: fodonas..! Ele me apresentou a ela, dizendo, a Ciça é boa, ela é legal, mas tudo que eu queria era falar com o marido dela e convidá-lo para ler o meu Blog! Não era paquera. Eu precisava de um feed-back, uma crítica de alguém do meio. Toca o segundo sinal. Gelei. Respirei fundo e sem querer ser grosseira, desatei:
-Cássia, posso mandar meu material por email para ele, que te encaminha? Ela concordou e me virei rapidamente:
-Então..., finalmente consegui falar em três frases que estava escrevendo e que adoraria receber uma visita dele no blog, terceiro sinal! Simpático ele disse que ia olhar sim.
Missão cumprida. Assisti à peça que já montei no Célia Helena, que conheço decor e saltiado, emocionei-me muito com o texto, com o trabalho dos atores, com as escolhas do diretor, a luz... e corri para casa mandar o email para o Dramaturgo e sua mulher.
A novidade é que estou estudando dramaturgia com o Calixto paralelamente `a redação literária. Um mergulho de cabeça, uma verticalização na aritmética das letras e talvez reflita aqui no Blog, eles querem me enlouquecer.... e eu estou adorando!



VIGA Espaço Cênico
Telefone: (11) 38011843 - Rua: Capote Valente, 1323 - CEP: 05409-003
(entre a rua Heitor Penteado e a Amália de Noronha). Próximo ao metrô Sumaré.