Crônicas, Contos e Poesias

Por Cica Carvalho

sábado, 2 de janeiro de 2010

Subida da Favela























E lá vem ela,
lá vem ela,

Esculpida pelas ladeiras  da favela
passa pelas ruelas
ereta-direta no seu caminhar
é uma deusa
cantarolando um sambinha
a lata d'água
vai na cabeça
ave maria!

E lá vem ela,
E lá vem ela

Com seus chinelos de couro
vestido de algodão branco e solto
esconde seu corpo negro de pantera
no compasso do seu passo
todo dia a gente espera
a gente reza,
que ela tropece numa pedra
ave maria!
molhe esse vestido

E la vai ela,
Lá vai ela

Passo por passo
de olhos fechados
o brilho de sua pele suada
danada, tira o nosso sono
safada, mora lá no cume do morro
joga a água da lata na tina
e o momento tão esperado
molha seu vestido
morena
exibe esse corpo malcriado

todo dia a gente espera
a gente reza
a gente espera

e lá vem ela
lá vem ela




Fotos: da Web


Brincando com clichês sedimentados no nosso sub-consciente.

2 comentários:

  1. Hey! Olha eu aqui! Nos achamos na Internet, com blog, twitter, e tudo...

    Vamos nos falando minha querida!

    Bjos, e que venha 2010!

    @robertoreiniger
    http://takedois.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eehehehheee,
    Bem-vindo!!
    beijoo e arrasa em Feliz 2010!!

    ResponderExcluir